Caminhão – Tanque – Mercedes-Benz – Atego 2430

R$784.000,00

Transporte de cargas.

Vigência da Ata: 02/12/2022
Abrangência: Ata de Registro de Preços Federal
Modelo: Atego 2430
Marca: Mercedes-Benz
Descrição: Viatura na configuração de veículo tanque rodoviário (a luz da portaria 208/INMETRO) voltada ao transporte e lançamento de emulsão asfáltica, nova, equipada com carroceria específica conforme descrição deste termo, ano de fabricação o mesmo da entrega, emplacado em nome da unidade militar de aquisição, de mesmo modelo e série do apresentado na proposta, devendo todas as unidades fornecidas possuírem subconjuntos de mesmo modelo/série, podendo ser fornecido itens com subconjuntos de série e modelo distintos a partir da anuência e aquiescência da contratante, desde que atenda a todas as especificações deste termo. CAMINHÃO: 6×2 com eixos traseiros duplos de acordo com o projeto e distribuição de peso, capacidade de superação de rampas de até 30% ou mais de inclinação. Pneus preferencialmente nas dimensões de 10.00×20 ou 11.00×20.275/80R22,5 , 295/80R22,5 e aro em ferro padrão 10 furos para fins de padronização da frota, podendo, por justificativa técnica no momento da proposta, serem admitidos outras dimensões a partir de concorde da contratante. Mínimo de 1 estepe nas mesmas dimensões do rodado. Peso bruto total (PBT LEGAL) não inferior a 23.000 Kg, com carga útil (LEGAL) não inferior a 16.000 kg, Capacidade máxima de tração igual ou superior a 32.000 kg. Altura máxima de cabine não superior a 3,20 metros. TANQUE DE EMULSÃO: Capacidade de 10.000 litros que atenda a todas as legislações em vigor para esse tipo de viatura de transporte na época da aquisição. CAMINHÃO: Motor Diesel turbo alimentado com potência líquida não inferior a 260 CV, atendendo as normas de emissão vigentes no país por ocasião da aquisição. Torque máximo do veículo deve alcançar os 1100 Nm em rotação especificada pelo fabricante. Sistema de embreagem compatível com o emprego do veículo em condições severas de peso e tração (controle da taxa de imprimação pela velocidade) sistema com assessoramento hidráulico, pneumático ou tecnologia equivalente, aliviando o esforço de operação. Sistema de transmissão por marchas sincronizadas, mínimo de 6 a frente e 1 a ré. Distribuição de entre eixos homologada pelo fabricante e terceiro eixo (truck) com tração com respectivo sistema de transferência de força sendo componente de produção original, a luz da MBR 15296 (eixo e transmissão original de fábrica), oferecendo tomada de força para atender a bomba de transferência para fornecer potência a bomba hidráulica que tocará a bomba de emulsão. Capacidade total do tanque de combustível do veículo que ofereça autonomia de até 400 km sem reabastecimento, visando atender aos deslocamentos médios previstos para o emprego do veículo. No sistema elétrico, deverão estar presentes todas as sinalizações necessárias ao cumprimento das legislações de segurança e circulação em vias públicas, sejam elas sonoras ou visuais bem como todo o sistema de isolamento, proteção de centelhamento, curtos e demais itens de segurança para veículos de transporte de inflamáveis. A bateria deverá ser livre de manutenção e item de produção original, por ocasião da entrega. O conjunto caminhão / tanque deverá possuir todo sistema elétrico, hidráulico e de demais componentes que ofereçam a pré-disposição para instalação dos equipamentos e acessórios necessários para o equipamento, instalados harmônicos com o painel e homologados pelo fabricante do caminhão para fins de garantia. Sistema de freios dimensionado para a capacidade de carga do veículo, com gerenciamento eletrônico de distribuição de pressão de frenagem e antitravamento e sistema de freio motor de duplo estágio, ou tecnologia equivalente ou superior, TANQUE DE EMULSÃO / ESPARGIDOR com capacidade nominal de 10.500 litros de emulsão asfáltica, semielíptico ou cilíndrico, com altura que não passe de 500 mm da altura da cabine do veículo, que atenda a todas as especificações constantes da portaria 208 INMETRO, de 6 de maio de 2016 para veículos de transporte de combustível e além dessas as seguintes: Tanque composto de chapas de aço carbono com no mínimo 4,0 mm de espessura unidas por solda MIG ou equivalente, não porosa, com cordões internos e externos que garantam a perfeita estanqueidade e resistência esperada a esforços mecânicos previstos para o material, envolto por uma camada de material isolante térmico de uso regulamentado de no mínimo 50 mm e camada externa de chapa metálica resistente, opaco, no padrão de pintura previsto neste termo. Mínimo de duas válvulas de  expansão dos gases do tanque.


Imagens meramente ilustrativas



Privacy Preference Center